Mulheres ocupam 50% na nova composição do diretório do PV-SP
Mulheres ocupam 50% na nova composição do diretório do PV-SP

Mulheres ocupam 50% na nova composição do diretório do PV-SP

Na manhã desta sexta-feira, 15 de outubro, o Partido Verde (PV 43) realizou sua Convenção Estadual, na sede da legenda na capital paulista, com a presença de lideranças e dirigentes como Carlos Marx (Osasco), a vice-prefeita Ângela Maluf (Cotia), o médico Eduardo Jorge e o advogado Marcos Belizário (presidente estadual), José Luiz de França Penna (presidente nacional), Regina Gonçalves (Diadema), Vera Motta (São Bernardo do Campo), além de prefeitos, vereadores e convidados.

O evento, que teve transmissão online, também foi presencial com os participantes cumprindo os protocolos sanitários preventivos para evitar possível contaminação pelo covid-19 como o distanciamento social e uso de máscara.

Nessa nova composição do diretório a equidade de gênero foi garantida, sendo 50% de mulheres e 50% de homens. Foram destacadas metas para as secretarias da mulher, da causa animal e da juventude.

Cláusula de barreira e algumas ações socioambientais dos verdes, bem-sucedidas, foram citadas, bem como soluções de problemas de saúde por falta de saneamento básico com implantação de estação de tratamento de esgoto.

O médico sanitarista Eduardo Jorge falou da beleza de ver pessoas que se dedicam à formação e militância de partido político. Sublinhou a revolução (ecológica, trabalhista, digital, governança global etc.) feita pelos verdes e que tem inspirado outras pessoas e partidos.

“Todos os partidos têm dificuldade e sofre com os problemas de descrédito. Nenhum problema, atual, se define pelas fronteiras. Hoje, o problema de um país é de todos. Temos de ter fé na democracia e vamos lutar para resolver os problemas. O Brasil tem potencial pra ajudar na crise mundial nas áreas do meio ambiente, da saúde, do trabalho. O PV é um partido que defende e acredita no parlamentarismo. Temos boas propostas e temos potencial pra influenciar outros partidos. Para o nosso crescimento também é preciso a fidelidade partidária e, principalmente, fortalecer os municípios.”, disse Eduardo Jorge.

O presidente Penna falou da importância de se fortalecer a união entre os verdes. “Precisamos buscar a unidade e aprender com os que estão a mais tempo na legenda. Todos os partidos querem falar com a gente, do PC do B ao Solidariedade, porque entendem que temos programas e propostas boas para a sociedade, principalmente no combate às mudanças climáticas. Todas as direções municipais buscam o intercâmbio regional para produzir um fato, um movimento e um resultado eleitoral importante. A fome e o desemprego estão trazendo desassossego e nós, humanistas, temos de buscar soluções. Também, não podemos deixar passar a chance de enfrentar os bolsonaristas. Vamos tirar Bolsonaro no segundo turno das próximas eleições e isso faremos sem violência, com argumentos fundamentados na ciência, na defesa da democracia.”, finalizou.

Em sua fala, o ambientalista Carlos Marx destacou a necessidade do trabalho coletivo para eleger parlamentares verdadeiramente verdes. “Estamos reestruturando o partido em nossa bacia que tem 13 cidades. Com o avanço da vacinação contra a covid já é possível ver o pessoal mais confiante e indo pra rua. Estamos trazendo gente nova para o partido. As bandeiras dos verdes são bandeiras mundiais porque o que acontece, por exemplo, na Amazônia afeta todas as pessoas do planeta. A expectativa é que nós, verdes, mostremos nossas propostas à sociedade junto com as lideranças indígenas, ambientais e lideranças sociais. É fundamental a mobilização da juventude para irem às ruas. É preciso lembrar que a política se faz localmente. E o compromisso de se realizar 12 encontros regionais, no Estado, é importante para mostrar e fortalecer nossas ações e propostas”, resumiu.

Ângela Maluf, vice-prefeita de Cotia, falou do trabalho árduo que está realizando e seu compromisso na defesa da mulher, da população LGBTQIA+, dos direitos humanos. “Defendo a mulher, lésbica, mãe, a diversidade, os direitos humanos. Somos a maioria da população e devemos ter sim mulheres no poder. Queremos delegacia da mulher aberta em tempo integral em todo lugar. Queremos casa de passagem para as mulheres que sofrem violência de todos os tipos”, sintetizou.

O presidente Nacional do PSD, Gilberto Kassab, sintetizou a admiração pelos ideais do PV e destacou o desejo de continuar uma parceria que deu muito certo no passado, quando foi prefeito de São Paulo.

“O PV engrandece a política brasileira por defender causas que beneficiam a população como a ambiental, animal, social, a cultural. O PV, mais do que nunca, defende a sustentabilidade. Tão importante quanto as bandeiras são as mãos que as impunham. Desejo vida longa e um bom trabalho ao PV. “, resumiu o ex-governador Geraldo Alckmin.

O ex-governador Márcio França parabenizou os professores pelo seu dia e discorreu sobre as consequências na educação infantil por conta da covid, bem como de tantos outros profissionais de diversas áreas que perderam suas rendas por conta da pandemia. “Temos um recorde de mortes e de falência de empresas em São Paulo. Fomos parceiros em várias jornadas e o que vamos realizar juntos para mudar o Brasil no ano que vem é um novo desafio. As pessoas estão assustadas com as fake news, mas também estão preocupadas com vários problemas por isso precisamos pensar em alternativas. Por isso, vocês verdes são importantes pra nós.”, resumiu.

Das 13 cidades do PV Bacia 6 estiveram presentes os dirigentes Sandra Gama (Embu das Artes); Ângela Maluf e Gustavo Gemente (Cotia); José Ribamar Piauilino (Carapicuíba); Carlos Andrade (Taboão da Serra); Willian Campos e Paulo Barbosa de Souza (Jandira); Anésio Campos (Cajamar); Carlos Marx e Rosi Cheque (Osasco). À distância, participaram Leda Aschermann (Itapecerica da Serra) e Marco Antônio de Oliveira, conhecido por Bidu (Barueri).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.