Casaviva, músicos e ativistas da causa ambiental e animal fazem ato em frente à CPTM em adesão à hora do planeta

IMG-20190330-WA0051

Para conscientizar a população sobre as mudanças climáticas e seu impacto no meio ambiente e na vida das pessoas, a Casaviva – cultural e ambiental, com apoio do diretório do Partido Verde (43) de Osasco promoveu na noite deste sábado (30/3), das 20h30 às 21h30, ação em frente à Estação da CPTM em adesão ao movimento mundial Hora do Planeta. Na programação muita musica com temática ambiental e microfone aberto.

Dentre os participantes Carlos Aparício Clemente, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região; Jacy Malagoli, presidente da Ação Pró Vida Animal e Meio Ambiente (Avama); Altonomista Bezerra (Tonon), líder comunitário da Zona Norte de Osasco. Também, os músicos Sandry Mary e Dorgival Nazaro, Wanderlei Pereira, diretor do Centro de Ação Socioambiental (Ceaso), Carlos Marx, presidente do PV local e Raisa Alves, da Juventude Verde.

Altonomista Bezerra pede mais arborização na cidade.

Altonomista Bezerra pede mais arborização na cidade.

Deixar as luzes apagadas, mesmo por 60 minutos, de monumentos e casas, por exemplo, contribui e muito no combate as mudanças climáticas. Cada pessoa pode contribuir com ações cotidianas, reduzindo o consumo de carne bovina, evitando o uso de canudos, copos e pratos descartáveis.

Ainda, diminuindo o uso de carros (fazer pequenos trechos a pé), não desperdiçar alimentos, desligar a luz ao deixar um ambiente, consumo consciente (de roupas, sapatos, etc.), redução do lixo e, sobretudo, reduzir o consumo e desperdício de água.

Em sua fala, o ambientalista Carlos Marx discorreu sobre os objetivos do movimento Hora do Planeta.

“Cada cidadã e cidadão pode, no dia-a-dia, contribuir para proteger o meio ambiente, reduzindo o consumo de energia elétrica e tantas outras iniciativas que podem ser realizadas em casa, no local de trabalho, nos espaços públicos”, resumiu Marx.

Carlos Marx explica objetivos do movimento mundial.

Carlos Marx explica objetivos do movimento mundial.

O sindicalista Carlos Clemente destacou que os trabalhadores também estão preocupados com a preservação ambiental nos locais de trabalho, que ganha cada vez mais destaque nas pautas de reivindicações. Segundo ele, os sindicatos e as demais organizações populares consideram importante a luta dos ambientalistas.

Sindicalista Clemente.

Sindicalista Clemente.

“Ninguém mais admite o crescimento econômico à qualquer custo. A proteção do ambiente, da saúde e da segurança no trabalho, têm que caminhar junto”, disse Clemente.

Músicos Sandry Mary e Dorgival Nazaro animam ato com canções ambientais.

Músicos Sandry Mary e Dorgival Nazaro animam ato com canções ambientais.

O verde e líder comunitário Altonomista Bezerra ressaltou a responsabilidade que cada pessoa deve ter com a proteção da natureza. “Temos que fazer nossa parte, não jogando lixo nas ruas, separando os materiais recicláveis, reduzindo o consumo de objetos produzidos com plástico. E para combater a poluição do ar, Osasco precisa de mais árvores nas ruas e praças”.

IMG-20190330-WA0056

Militantes e ativistas também falaram aos usuários da CPTM, que ouviam as mensagens e as músicas, Várias pessoas fizeram fotos para postar nas redes sociais, manifestando apoio à atividade realizada pela Casaviva cultural e ambiental Osasco, com a presença de militantes do PV Osasco.

IMG-20190330-WA0052

SAIBA MAIS

Fone: (11) 99652-8199
E-mail: pvosasco@uol.com.br
www.pvosasco.org.br
www.facebook.com/PartidoVerdeOsasco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>