51º encontro do PV-SP discute reforma política, trabalho dos verdes no legislativo e mudanças no congresso nacional

Penna afirma que nação aspira ser uma democracia estável, sustentável e justa.

Penna afirma que nação aspira ser uma democracia estável, sustentável e justa.

Deputados (federal e estadual), prefeitos e vice-prefeitos, vereadores e dirigentes do PV marcaram presença no 51º Encontro Estadual do Partido Verde do Estado de São Paulo. O evento ocorreu no sábado (5/8), na Alesp, e abordou temas como reforma política, o trabalho dos verdes no poder legislativo, legislação eleitoral e as possibilidades de mudanças no Congresso Nacional, além de informes das secretarias de Organização, da Mulher e da Juventude. Dirigentes, vereadores e militantes do PV Bacia 6 também estiveram presentes, dentre eles Marcos Neves, prefeito de Carapicuíba.

A atividade deu início oficial à campanha da legenda visando às eleições de 2018. O PV-SP conta, hoje, com 32 prefeitos, 38 vice-prefeitos e mais de 400 vereadores em exercício no estado. Compuseram a mesa os dirigentes verdes Marcos Belizário (presidente estadual), José Luiz de França Penna (presidente nacional), o médico Eduardo Jorge (que foi candidato a presidente), Gilberto Natalini (secretário do verde e meio ambiente de São Paulo), Arnaldo Juste (presidente do PV da Capital), João Artur Camargo de Oliveira (secretário estadual do PV Jovem), Ana Acilda Silva (secretária estadual do PV Mulher) e demais autoridades.

Em sua fala, Penna destacou a importância em apontar um caminho seguro para o futuro. “Eleições diretas ou indiretas apontam para o mesmo dilema do País. Vamos dar um basta a esse presidencialismo de coalizão, sistema falido que agora vemos ruir sob o peso de sua natureza clientelista e corruptora. O PV propõe uma mudança radical de rumo, que faça com que o Brasil aprenda de vez a lidar com seus dilemas sociais e políticos, sem que sofra abalos institucionais a cada intervalo de tempo. O País precisa libertar-se de suas amarras, resgatar sua soberania política e, para isso, deve dar um passo condizente com uma nação que aspira ser uma democracia estável, sustentável e justa”.

04

Reforma política

O PV está atento às discussões sobre a reforma política que prevê alterações no sistema político-eleitoral e institui um fundo com recursos públicos para financiar as eleições. Para que essas medidas tenham legitimidade nas eleições de 2018 elas terão de ser aprovadas na Câmara e no Senado, em 60 dias.

Outros pontos também em pauta estão relacionados ao fim das coligações, a aprovação de uma cláusula de barreira — ou desempenho — para dificultar a criação de novos partidos, e a antecipação da chamada janela partidária, que permite que um parlamentar vá para outra sigla sem perder o mandato.

Segundo Eduardo Jorge, o PV Nacional defende o parlamentarismo porque, dentre outras coisas, oferece oportunidades diferentes e quem toma as decisões é a maioria do Legislativo e o Executivo serve como base.

O médico explicou o que é distritão, financiamento de campanhas, proibição de financiamento de pessoa jurídica e esclareceu que não se pode centralizar a responsabilidade do poder em uma única figura. “A maior ameaça ao PV, que é um partido diferente, é ver seu programa de governo não vivido no cotidiano”, resumiu Eduardo Jorge.

Verdes de Osasco participam do evento.

Verdes de Osasco participam do evento.

Para Carlos Marx, porta-voz do PV Bacia 6 e presidente da legenda em Osasco, o encontro foi uma oportunidade de aprendizado e interação, além de uma oportunidade de compreender melhor os desafios para o próximo pleito eleitoral. O PV Bacia 6 já está se organizando para as eleições de 2018 e para tanto tem promovido reuniões regionais.

Bacia_6

O PV Bacia 6 engloba 13 cidades. São elas: Barueri, Cajamar, Carapicuíba, Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jandira, Osasco, Pirapora Bom Jesus, Santana de Parnaíba e Taboão da Serra.

INFORMAÇÕES

Fone: (11) 3684-0293
E-mail: pvosasco@uol.com.br
Site: www.pvosasco.org.br
Facebook: PartidoVerdeOsasco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>