Países precisam adotar medidas de segurança dos alimentos em toda a cadeia produtiva

Dados de pesquisas da Organização Mundial da Saúde (OMS) relevam que uma em cada dez pessoas adoece após consumir alimentos contaminados e 420 mil pessoas morrem a cada ano por este motivo. Crianças menores de cinco anos são as mais afetadas, com 125 mil mortes anuais.

Neste domingo (7/6) é celebrado o Dia Mundial da Segurança Alimentar e a OMS pede que todos os países adotem medidas necessárias para garantir a segurança dos alimentos em toda a cadeia produtiva e garantir produtos seguros para os consumidores.

Há ações imprescindíveis que devem ser seguidas por todos os atores da cadeia produtiva, isto é, do campo à mesa. Os governos devem garantir alimentos seguros e nutritivos para todos, por meio de políticas que promovam a agricultura e sistemas alimentares sustentáveis, e colaboração multissetorial entre saúde pública, saúde animal, agricultura e outros setores.

Seguranca alimentar PV 43

Operadores comerciais devem garantir que os alimentos sejam transportados, armazenados e processados com segurança, não apenas para manter os alimentos seguros, mas para preservar seu valor nutricional.

Os consumidores precisam ter acesso a informações oportunas, claras e confiáveis sobre o risco nutricional e de doença associado às suas escolhas alimentares.

Governos, agências econômicas regionais, organizações das Nações Unidas, agências de desenvolvimento, organizações comerciais, grupos de consumidores e produtores, instituições acadêmicas e de pesquisa e entidades do setor privado devem trabalhar em conjunto em questões de segurança dos alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>