Category Archives: Notícias

PV Osasco convida para filiação partidária

Campanha_PV_2019Preparando-se para as Eleições Municipais de 2020, o diretório do Partido Verde (43) de Osasco convida jovens a partir dos 16 anos e adultos sem limite de idade, homens e mulheres, de todos os segmentos sociais, para filiarem-se a legenda de modo a estarem aptos a disputar o cargo de vereador no próximo pleito. A finalidade desse chamamento à filiação partidária é aumentar o número de filiados de modo a ampliar a “Família Verde, a família 43 para uma cidade e um país melhor para todos”.

Segundo Carlos Marx, presidente do PV Osasco e porta-voz da legenda na Bacia 6 (13 cidades da região Oeste), há uma necessidade de trazer pessoas com novos olhares e novos projetos para a melhoria de vida das pessoas e do meio ambiente. O PV pretende, ainda, ampliar em 50% o número de mulheres filiadas e dispostas a concorrerem nas eleições do ano que vem.

O presidente reforça que o Partido Verde é visto com bons olhos pela população por defender causas importantes para a sociedade como o fortalecimento dos movimentos sociais e ambientais e realização das suas propostas, sobretudo, a defesa dos princípios democráticos e pluralistas. “Filiar-se é fundamental para quem desejar se candidatar. Porém, vamos filiar todas as pessoas que queiram militar em nossas causas”, finaliza Carlos Marx.

Para efetuar a filiação é necessário ter em mãos o título eleitoral e o RG, preencher ficha de filiação e assinar. Depois, os filiados serão convidados a participar de reuniões e de capacitações sobre o programa partidário, o papel do militante, do vereador, do prefeito, etc.

O Partido Verde é uma opção especial para as próximas eleições em todo o País. Os diretórios municipais têm se esforçado no planejamento de ações de modo a dobrar o número de prefeitos e de vereadores.

SAIBA MAIS

Fone: (11) 99652-8199
E-mail: pvosasco@uol.com.br
Site: www.pvosasco.org.br
Facebook: https://www.facebook.com/PartidoVerdeOsasco

 

 

 

PV Osasco estimula ações à preservação da água

IMG-20190320-WA0020

A Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou o período 2018-2028 como a “Década Internacional para Ação: Água para o Desenvolvimento Sustentável”. A proposta visa a gestão integrada dos recursos hídricos para alcançar os objetivos sociais, econômicos e ambientais. Na sexta-feira (22/3) será o Dia Mundial da Água e o Diretório do Partido Verde de Osasco, mesmo não estando mais na administração pública, tem desenvolvido e estimulado ações efetivas em prol desse recurso tão precioso para preservação de todas as formas de vida na Terra.

O ambientalista, porta-voz do PV bacia 6 e presidente do diretório em Osasco, Carlos Marx, explica que no período dos verdes na gestão do meio ambiente de Osasco, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) promoveu o projeto de identificação e recuperação de Minas e Nascentes de Água que, com a participação da comunidade, especialmente dos estudantes das escolas estaduais, identificou mais de 100 nascentes, mais de duas dezenas delas recuperadas.

IMG-20190320-WA0019

O Programa de Recuperação de Minas e Nascentes virou lei através do decreto número 11.174 e recebeu o prêmio ODM Brasil. O Programa Biodiesel Osasco, outro projeto do PV, também contribui para a preservação do solo e das águas e foi reconhecido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente como iniciativa bem-sucedida para a proteção das águas no Estado de São Paulo. A síntese do programa se encontra no livro “Ações municipais para proteção das águas no Estado de São Paulo.

IMG-20190320-WA0021“Outra ação bem sucedida foi o incentivo ao reuso da água, através de oficinas de captação de água de chuva realizadas nos parques municipais. Importante também mencionar o Programa Viva o Verde, que plantou mais de 70 mil mudas de árvores nas margens dos córregos, do Rio Tietê, nos parques, escolas, praças e vias públicas, sempre com a participação popular”, complementa Marx.

Ainda, vale lembrar a aquisição do caminhão-baú transformado em Núcleo de Educação Ambiental Itinerante, a implantação do NEA do Jardim Bonança, dedicado à questão da água, a implantação de 10 novos parques espalhados nas zonas sul e norte e a implantação de Pet Parque. Acima de tudo, a educação ambiental que envolveu milhares de estudantes da cidade.

Os projetos desenvolvidos ajudaram a melhorar a qualidade de vida na cidade e, sobretudo, combater as mudanças climáticas e promover ações efetivas de educação ambiental. Mesmo não estando na atual administração pública da cidade, o PV Osasco segue incansável em suas ações de cultura e educação ambiental.

IMG-20190320-WA0022Nos últimos três anos intensificou atividades públicas mesclando palestras, espetáculos de dança, literatura, música, exposições, envolvendo pessoas de várias idades. Dentre elas, Sarau Ambiental e Cultural e atos públicos, tais como o ato “Ação Verde – acabe com a poluição plástica”, que juntou mensagens sobre a preservação dos recursos naturais em especial dos oceanos, rios e lagos e, também, performances artísticas.

Em março do passado, Carlos Marx participou, em Brasília, do Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA 2018) onde apresentou vídeos sobre as ações efetivas em prol dos recursos hídricos realizada pela Prefeitura de Osasco, entre os anos de 2005 e 2016.

SAIBA MAIS
Fone: (11) 99652-8199
E-mail: pvosasco@uol.com.br
Site: www.pvosasco.org.br
Facebook: www.facebook.com/PartidoVerdeOsasco

Marielle

PV_43_dia_da_mulher_2019

CNBB lança Campanha da Fraternidade 2019

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lança quarta-feira de cinzas, 6/3, a Campanha da Fraternidade (CF) 2019 com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1,27).

Nesta Campanha, a Igreja Católica chama a atenção dos cristãos para o tema das políticas públicas, ações e programas desenvolvidos pelo Estado para garantir e colocar em prática direitos que são previstos na Constituição Federal e em outras leis.

Com isso, a Igreja no Brasil pretende estimular a participação dos cristãos em políticas públicas, à luz da Palavra de Deus e da Doutrina Social da Igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais da fraternidade.

O texto-base da campanha aborda o ciclo e etapas de uma política pública e faz a distinção entre as políticas de governo e as políticas de Estado, bem como apresenta os canais de participação social, como os conselhos previstos na Constituição Federal de 1988.

A CNBB convida todos a percorrerem o caminho da participação na formulação, avaliação e controle social das políticas públicas em todos os níveis como forma de melhorar a qualidade dos serviços prestados ao povo brasileiro.

campanha_da_fraternidade_2019

Jornal Diário da Região completa 50 anos de conquistas e de preferência do público oeste paulista

Marx e Vrejhi

Marx e Vrejhi

Amigos, familiares, parceiros e autoridades religiosas e políticas prestigiaram na noite desta sexta-feira (22/2), no Teatro Municipal Glória Giglio em Osasco, cerimônia em comemoração aos 50 anos do Jornal Diário da Região que, ao longo dos anos, foi conquistando a preferência do público e se firmou como um dos mais respeitáveis da região oeste paulista.

Passaram para abraçar e felicitar o fundador do jornal Vrejhi Mardiros Sanazar o atual prefeito de Osasco Rogério Lins, o ex prefeito Jorge Lapas e Carlos Marx, presidente do PV Osasco e porta-voz da legenda na Bacia 6.

Prefeito de Osasco, Rogério  Lins, prestigia evento.

Prefeito de Osasco, Rogério Lins, prestigia evento.

“Tenho muito carinho, admiração e respeito pelo Vrejhi. Fui um dos primeiros redatores e repórter contratados pelo jornal”, recordou Carlos Marx.

Vrejhi Sanazar tinha 24 anos quando decidiu fundar o periódico “Municípios em Marcha” em 19 de fevereiro de 1969. Dentre os objetivos do jornal estavam acompanhar o que de mais relevante acontecia na cidade, atuar pelo bem coletivo por meio de um trabalho responsável e de qualidade.

Ex-prefeito Jorge Lapas e Carlos Marx

Ex-prefeito Jorge Lapas e Carlos Marx

Natural de Presidente Altino, Vrejhi Sanazar fazia de tudo no jornal. Era fotógrafo, repórter, editor e revisor. Tempos depois o jornal passa a se chamar Diário de Osasco e, posteriormente, o atual Diário da Região. O jornal tem sede própria e tem as seguintes áreas: administrativa, comercial, redação e representação.

jornal_02

Nem sempre foram publicadas más notícias. O periódico teve participação preponderante em vários problemas que marcaram as cidades da região, entre eles a extinção do Lixão de Carapicuíba, além de cobertura ampla aos movimentos políticos e partidários transformando-se numa espécie de central de informações para outros veículos de comunicação, inclusive da Capital. Ainda, cobertura completa nas eleições e também na realização de debates entre os candidatos aos cargos de prefeito na região Oeste.

jornal_03

Além da versão impressa é possível ler e baixar o conteúdo do jornal na internet e nas redes sociais. Para tanto, basta acessar www.webdiario.com.br ou www.facebook.com/diariodaregiao

Presidente do Partido Verde fala sobre a tragédia em Brumadinho

Penna_PV_Desastre_BrumadinhoClique aqui  e  assista ao vídeo.

 

Crime ambiental: barragem da Vale se rompe em Brumadinho, na região metropolitana de MG

Responsáveis pela empresa Vale devem ser criminalizados pelas mortes e presos o mais rápido possível.

BRUMADINHO

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu na tarde de sexta-feira (25/01), em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Um mar de lama avançou sobre a área administrativa da empresa e casas da região do Córrego do Feijão. O rompimento de barragem é considerado, por ambientalistas, crime ambiental e humano. Dezenas de pessoas morreram e muitas estão desaparecidas.

A lama seguiu rumo ao rio Paraopeba, um dos principais afluentes do São Francisco. Parte do abastecimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte é feita com a captação da água do Paraopeba. A Copasa afirmou que está suspensa a captação da água do rio Paraopeba em Brumadinho e que o abastecimento da população atendida pelo sistema Paraopeba está sendo realizado por outras represas e pelo Rio das Velhas.

O rompimento provocou o transbordamento de outras duas barragens. Os bombeiros afirmaram que vazaram 13 milhões de metros cúbicos de rejeito de minério. Essa barragem que se rompeu é chamada de barragem à montante, mesmo tipo da barragem de Fundão. O alteamento delas é feito com o próprio rejeito e em direção à barragem. Especialistas em mineração alertam que elas são as mais comuns e mais baratas.

A lei que instituiu a Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB) precisa de revisão para ser aperfeiçoada. Criada em 2010, a PNSB tem, entre as metas, garantir a observância de padrões de segurança para reduzir a possibilidade de acidentes em barragens.

A lei prevê, entre outras obrigações que devem ser cumpridas pelas empresas: elaboração adequada de um plano de ação de emergência (PAE); elaboração de um plano de segurança da barragem; realização de inspeções e revisões periódicas de segurança.

O QUE SE SABE ATÉ O MOMENTO

• Há ao menos 58 mortos, segundo os bombeiros; 192 sobreviventes foram resgatados
• De acordo com a Defesa Civil, 305 pessoas estão desaparecidas – entre moradores locais e funcionários da Vale. No sábado, a Vale divulgou uma lista com nomes de pessoas que não foram encontradas
• Familiares de desaparecidos buscaram informações no IML de BH. Uma força-tarefa foi formada, mas a identificação dos corpos é difícil;
• Dezesseis corpos foram identificados
• Bombeiros divulgaram lista de 183 nomes de pessoas que foram achadas vivas

 

Há exatos 33 anos era fundado, no Brasil, o Partido Verde!

33_anos_partido_verde_2019

O Brasil estava começando a trilhar os caminhos da democracia após mais de 20 anos de uma longa ditadura militar.

Com raras e louváveis exceções, não se discutia profundamente a agenda ambiental.

Grande parte de nossa população não tinha acesso à água tratada em suas casas. Esgoto coletado e tratado era ainda mais raro, atendendo uma pequena parcela dos domicílios brasileiros!

As ruas de nossas metrópoles eram verdadeiras lixeiras a céu aberto, onde toda espécie de lixo era jogado sem qualquer culpa ou preocupação.

As florestas, parques e áreas verdes eram vistas como impedimento ao crescimento, ao desenvolvimento urbano das cidades…

Sem falar em temas mais abrangentes como a contaminação das águas, a poluição do ar, a perigosa ocupação de encostas e beiras de rios, contaminação do solo, emissão de gases do efeito estufa, aquecimento global e muitos, muitos outros temas relevantes para a qualidade da vida humana.

Nestes 33 anos, o Partido Verde contribuiu decisivamente para a sensibilização dos brasileiros quanto à importância de se estruturar um sistema nacional de meio ambiente focado na educação ambiental, programas de conservação da natureza, respeito aos nossos biomas, fiscalização das atividades licenciadas, promoção da recuperação ambiental de áreas degradadas, o respeito aos povos nativos e populações tradicionais, além de buscar harmonizar o desenvolvimento econômico com a justiça social e a preservação ambiental!

Nesses anos, o Brasil assumiu grande protagonismo global na questão ambiental! Constituímos um arcabouço legal muito complexo e atual, pelo acúmulo de gestões públicas e de organizações não governamentais, tanto em nível nacional quanto nos níveis estaduais e municipais, além de grande envolvimento da sociedade brasileira!

Sediamos a Rio’92, a Rio +10 e a Rio +20!

Lamentavelmente, hoje, não estamos aqui para festejar pois grande parte dos muitos avanços conquistados estão sendo descartados como supérfluos fossem!

Vivemos tempos sombrios na área ambiental e nos direitos individuais, precisamos estar atentos e mobilizados para evitar que tanto trabalho, compromissos e vidas perdidas neste período (Chico Mendes, Herbert Daniel entre tantos ) não sejam desperdiçados facilmente!

Mais do que nunca precisamos do compromisso militante de quem, como nós do PV, acredita na importância da luta pela manutenção e ampliação dos direitos das minorias, dos povos indígenas, das populações tradicionais e preservação ambiental.

Fonte: http://pv.org.br

PV_Osasco_feliz_Natal_2018